terça-feira, 11 de julho de 2017

Desejo Febril

Essa foda é uma loucura



Um desejo febril
Abrasa meu ser
Não é nada sutil
Esse meu querer

É vontade de você
Das carícias quentes
Para ficar à mercê
Dos desejos presentes

Nossa imaginação
É insana e sem pejo
Erotismo entra em ação
Nossos corpos um só desejo

Você um rio de luxúria
Eu, receptora do seu leite
Deságua sobre mim sua fúria
Momento imaginado... Deleite!

Fogosinha

13 comentários:

  1. Não espere mais
    Ouça o que lhe digo
    Não leia jornais
    Entretenha-se comigo
    .
    Não tenha medo de arriscar
    E assim ficar a saber
    Basta uma palavra enviar
    E fica-me a conhecer
    .
    Seu corpo será o ambiente
    Em que me corpo se vai unir
    Ambos seremos vulcão quente
    Que sua lava vai explodir
    .............

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delicia sua interação, um convite maravilhoso. Adoreiiii!

      Excluir
  2. O poema está fantástico...e sim, adoro foder assim!
    :))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é uma prazerosa trepada.
      Brigadin pela visita.

      Bjss!

      Excluir
    2. belas palavras e adoravel trepada

      Excluir
  3. Uiui mas que desejo inebriante! Torrido e apetitoso :-)

    Bjocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vinda. Quente mesmo, é tudo que nós mulheres desejamos!
      Bjs!

      Excluir
  4. Obrigada pelo carinho da visita e pelas palavras gentis...

    Abraços...

    ResponderExcluir
  5. Muito linda e prazerosa esta poesia.

    Arthur Claro
    http://www.seminudez.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Pura delicia e força de querer.
    Cumprimentos

    ResponderExcluir